Sushi e Sashimi.

SUSHI

É um prato japonês típico, suas origens  remontam ao século XIV. Tem sido apreciado em um grande número de variações; desde o mais simples e cotidiano (atum enrolado em arroz avinagrado e alga nori) ao elegante sushi criado para ocasiões festivas.

Vamos conhecer um pouco mais sobre este prato japonês que ganhou o mundo.

 

- História:

Para entender sua história é necessário entender mais sobre o local de sua origem. O Japão é uma nação constituída por ilhas com uma variedade enorme de peixes e mariscos. As ilhas são montanhosas, com uma pequena área cultivável.

Sua densa população se alimenta do que extrai no mar  e dos seus campos de arroz. Sua cozinha foi focada naquilo que a natureza local oferecia. O que pode aparecer exótico ao olhar estrangeiro, como a combinação de peixe cru e arroz, é extremamente lógico num lugar com essas características.

 

O sushi surgiu na verdade, surgiu como um modo de conservação do peixe. Consistia em embrulhar o peixe no meio do arroz e o deixar fermentando durante alguns meses antes de ser consumido. Alguns restaurantes em Tóquio ainda servem esse sushi original, chamado de Nare-sushi, feito com carpa de água doce. O seu sabor é tão forte que acaba por encobrir totalmente o sabor do peixe.

- O Sushi como nos conhecemos:

Foi somente no começo do século passado que um hábil chefe chamado Yohei decidiu fazer com que o sushi deixasse de ser apenas um método de preservação, e acabou desenvolvendo um sushi parecido com o conhecido hoje em dia.

O prato rapidamente se tornou muito popular no Japão, em duas modalidades: o KANSAI, da cidade de Osaka, e o EDO, de Tóquio.

Osaka sempre foi capital comercial do Japão. Seus comerciantes de arroz desenvolveram um sushi que consistia primeiramente em arroz temperado, misturado com outros ingredientes, servido em uma embalagem comestível decorada.

Em Tóquio (localizada em uma baía rica em peixes e frutos do mar) surgiu o Niguiri-sushi, em uma barraquinha (como em feiras livres) à beira mar.

Embora o sushi ornamental da região de Kansai ainda seja bastante popular, o sushi mais conhecido pelos estrangeiros é o Niguiri. Hoje, apesar de este tipo de sushi ser considerado pelos japoneses como o original, a história do sushi Kansai é mais antiga.

- O arroz:

Existem dois tipos de arroz disponíveis: o arroz tipo japonês (de grão curto) e o arroz tipo chinês (de grão longo).

 

O sabor e a textura do arroz cozido depende do tipo e da qualidade do arroz. Então você deve tomar alguns cuidados na hora de escolher: Observe através do pacote se os grão estão uniformes em tamanhos (sem quebradiços) e ligeiramente transparentes.

Os grão velhos são brancos, e os mais novos transparentes. Esta informação é importante para preparar o arroz com o período de descanso correto. Os grãos mais velhos, necessitam ficar mais tempo de molho, para que possam ficar mais amolecidos ao cozinhar.

Os grãos mais novos, ficam apenas o tempo necessário (cerca de 10 minutos) de molho antes de iniciar o cozimento.

- Modo de preparo do arroz:

O arroz aumenta de tamanho duas ou três vezes quando é cozido.

Se você quer cozinhar uma quantidade grande de arroz, uma panela japonesa automática de cozinhar arroz (denkigama) irá facilitar seu trabalho, é um bom investimento, entretanto, uma panela normal (anti-aderente) já será suficiente.

Em regra geral, o modo de cozinhar arroz japonês é bem semelhante ao arroz brasileiro. Para cada medida de arroz, utilizamos 1,5 medias de água. O que varia, é o tempo de descanso do arroz japonês, que é em média 10 minutos de molho antes de cozinhar, e após cozinhar, fica 15 minutos descansando para terminar a evaporação.

SASHIMI

São pedaços de peixes milimetricamente  cortados e que, dependendo de sua disposição no prato, tornam-se verdadeiras obras de arte.

Toda a graça do sashimi está na qualidade e frescor dos ingredientes. Além da forma e combinação de sua apresentação.

- Modo de fazer:

Com uma faca bem afiada, corte as fatias do sashimi de forma que a faca nunca fique num ângulo de 90 graus. Ela sempre deverá cortar inclinada.

quanto ais estreito for o pedaço de peixe, mais fechada deverá ser a angulação do corte.